O punhal das formigas

“Deixai entrar a Morte, a iluminada
A quem vem para mim, pra me levar
Abri todas as portas par em par
Como asas a bater em revoada” Antero de Quental

jcarlos1929

O homem é o único animal capaz de tirar a própria vida. Capaz, portanto, de vencer o instinto de sobrevivência, ou de sair perdendo. Ao enfiar o pé no acelerador do carro contra o poste a faca encerra-se ainda mais na barriga cheia de remédios, e o nó já está pronto. Duas filhas. Por que trazê-las para este mundo? A vida e sua espera resignada dos fatos não suficientemente afasta a consciência da morte.

Ao entrar no veículo tinha dinheiro suficiente para se mudar de cidade. Abandonar a terra natal que lhe dera aspereza e sal e ir em busca destes colírios no mar. No interior de uma praia onde a areia desenha seu rosto com conchas ocas, lambaris que se escodem, pedrinhas e a bege cor do desânimo. Numa destas praias em que o herói de Albert Camus cometeu o assassinato por conta do sol e esperou paciente por uma sentença de morte. Quando a explosão ocorre a vida ainda pulsa em suas veias.