7 parcerias de Cazuza e Lobão

“Não escondam suas crianças
Nem chamem o síndico
Nem chamem a polícia
Nem chamem o hospício, não” Cazuza e Lobão

Foto sem dataCazuza e Lobão.

Numa entrevista para Marília Gabriela em dezembro de 1988, Cazuza afirmava que “roqueiro não tem mais cara de bandido”. Com exceção de dois. Ele e Lobão. As mães preferiam ver as filhas casadas com Paulo Ricardo a cruzar o caminho de ambos. Amigos de longa data, Cazuza e Lobão compuseram juntos cinco músicas, ainda que haja ruídos e especulações de que sejam mais. Isto porque Cazuza apropriou-se de tal maneira da canção “Vida, Louca, Vida” – letra de Bernardo Vilhena com música de Lobão – ao cantá-la quando já lutava contra o vírus da AIDS, que muitos ainda cometem o deslize de credenciá-la ao intérprete, incluindo, aí, alguns músicos. A outra intrusa nesta parceria deu-se em razão do temperamento de Cazuza que, não se conformando com a recusa de Lobão em participar de música dedicada a Rogéria decidiu credenciá-la assim mesmo ao “parceiro rebelde”. Só tempos depois Lobão descobriu que “escrevera ‘Quero Ele’” com Cazuza. Para não deixar ponto sem nó, ou arame sem farpa, seguem as sete músicas.